Certificação de Qualidade Alimentar
22 de Fevereiro, 2011

A Segurança Alimentar assume particular importância nos nossos dias sendo, cada vez mais, um elemento obrigatório para os consumidores. De fato, por força desta maior preocupação e, em parte devido às recentes crises alimentares, a segurança dos alimentos deve ser uma exigência para todos os intervenientes no setor agroalimentar.

Neste contexto, surge a Certificação que visa, entre outros aspetos, reforçar a proteção da saúde humana e o consequente grau de confiança dos consumidores. Por conseguinte, evidencia-se naturalmente o empenho e a preocupação constante da ABEI na obtenção de produtos de qualidade e seguros para a saúde dos nossos utentes.

Diariamente, a ABEI assegura uma ementa de elevada qualidade nutricional, segura e saborosa para as mais de 900 crianças que estão nos nossos equipamentos. Para o efeito, conta com uma equipa altamente qualificada e formada na área de Qualidade Alimentar, que efetua uma seleção criteriosa dos fornecedores. Encontra-se em fase de conclusão a Certificação de Qualidade Alimentar e HACCP na ABEI, em parceria com a (entidade certificadora).

______________________________

O Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controlo – HACCP (do inglês – Hazard Analysis Critical Control Points) – é um sistema preventivo que busca a produção de alimentos inócuos. Este princípio está sustentado na aplicação de princípios técnicos e científicos na produção e manuseamento dos alimentos desde o campo até a mesa do consumidor. Os princípios do HACCP são aplicáveis a todas as fases da produção de alimentos, incluindo a agricultura básica, a pecuária, a industrialização e manipulação dos alimentos, os serviços de alimentação coletiva, os sistemas de distribuição e manuseamento e a utilização do alimento pelo consumidor.

De acordo com o disposto no Regulamento CEE 852/04 de 29 de junho, relativo à Higiene dos Géneros Alimentícios e porque é indispensável garantir um elevado grau de Segurança Alimentar em todas as empresas do sector, nomeadamente a nível da Produção, Transformação e Distribuição, devem criar, aplicar e manter um ou mais processos baseados nos princípios HACCP, associados a boas práticas de Higiene, pois segundo o Regulamento, “os operadores do setor alimentar são os principais responsáveis pela segurança dos géneros alimentícios”.

Subscrever RSS Email