Atividades

Visita à Gulbenkian e atividades muito criativas

Em visita à Gulbenkian as crianças visitaram o Centro de Arte Moderna. Além da visita à exposição foram proporcionadas a atividades “Matemática em ponto pequeno” e “Arte em movimento” com o objetivo de trabalhar os conteúdos escolares de uma forma lúdica e divertida. De volta ao equipamento dos Bacelos, durante as férias da Páscoa, as crianças foram “Cientistas por um dia”, uma atividade que constou de várias, a simulação de um vulcão com coca-cola e Mentos e experiências com bicarbonato com vinagre e um balão. A atividade correu muito bem e é uma experiência a repetir. Já no fim de abril, a tarefa proposta e levada a cabo com muito carinho foi a realização da prenda para o Dia da Mãe. Com telhas, tintas, guardanapos e feltros as crianças fizeram trabalhos muito criativos.

As crianças foram observar os pássaros à Lezíria

Ainda antes de começar a primavera, mas aproveitando um belo dia de sol, foi organizada uma visita ao EVOA, o Espaço de Visitação e Observação de Aves da Lezíria. Foi uma experiência única para as crianças, que puderam estar em contacto com a natureza e ver várias espécies de pássaros no seu habitat natural.

 

Mês da criança repleto de atividades e muita música

As crianças das salas da Creche da Quinta dos Bacelos têm participado em várias atividades relacionadas com a música. O contacto com os sons e com os ritmos é muito importante no desenvolvimento sensorial e cognitivo dos mais pequenos, pelo que esta tem sido uma grande aposta ao longo dos últimos meses. Depois de terem construído o Jardim dos Sons, as crianças tiveram a habitual Sessão de Música mensal, em que contaram com o envolvimentos dos pais. Desta vez a sessão contou com a participação da Orquestra de Guitarras “Guitadrums”, que interpretou vários temas e foi acolhida com muito entusiasmo por todos.

Também em junho assinalou-se o Dia Mundial da Criança e a Quinta dos Bacelos transformou-se, mais uma vez, num espaço mágico em que as crianças experimentaram novas realidades, a brincar, mas sempre também a aprender. Foi montado um circuito rodoviário onde os pequenos condutores aprenderam algumas regras e sinais de trânsito e, acima de tudo, a importância de respeitar os outros, quer andem a pé, de bicicleta ou de carro. A atividade de “Pesca Desportiva”, bem como a “Sala de Música” também foram muito concorridas, mas foi o carro dos bombeiros que mais entusiasmou as crianças. Os Bombeiros Voluntários de Vila Franca de Xira deslocaram-se aos Bacelos para interagirem com a comunidade escolar e explicar de que consta a sua profissão. As crianças experimentaram os capacetes dos “Soldados da Paz”, falaram com eles, satisfizeram a sua curiosidade e até puderam segurar as mangueiras e entrar no carro. E foi assim que se passou um dia cheio de novas experiências, aventura e convívio, onde também não faltou a vertente pedagógica.

     

Um jardim que se ouve na Quinta dos Bacelos

Na Quinta dos Bacelos há um jardim que se pode visitar, observar e também ouvir… O Jardim dos Sons é um espaço muito especial, que estimula e motiva todos os sentidos, a começar pela audição, passando pela visão e pelo tato. O jardim, cheio de sonoridades mágicas, foi construído nos últimos meses pelas crianças das salas da Creche, com a ajuda dos profissionais da ABEI e também dos pais. Procurámos inspiração na nossa Quinta Pedagógica, que se revelou um mundo de sons muito diversificados, desde o canto dos pássaros, à “linguagem” dos cavalos, cães, gatos ou patos. Ouvimos o vento, a água, o murmurar das folhas e flores e estivemos com todos os sentidos apurados para recolher o máximo de informação possível. Depois de recolhidos estes inúmeros conhecimentos e estímulos, as crianças foram desafiadas a construir instrumentos musicais e sonoros feitos a partir de materiais reciclados. O Jardim dos Sons começou, então, a ganhar forma no espaço exterior do equipamento dos Bacelos. Agora podemos encontrar, experimentar e ouvir vários objetos sonoros que fazem parte deste jardim vibrante, cheio dos sons da natureza. Este projeto permitiu desenvolver nas crianças a sensibilidade ambiental através da criação de espaços sonoros. O objetivo de desenvolver uma consciência ecológica através de um processo criativo foi claramente conseguido e os resultados estão à vista. O projeto também pretendia envolver as famílias nesta “construção sonora”, fim também alcançado com sucesso, tendo em conta a ajuda que foi dada pelos pais e as reações positivas destes ao trabalho final.

     

Creche dos Bacelos: Atividades estimulantes no início de um novo ano

O ano de 2014 começou na creche da Quinta dos Bacelos com uma “edição especial” do espaço “Sabores e Saberes”, que foi dedicado ao Dia de Reis. As crianças confecionaram e provaram Bolo Rei, puderam pôr as mãos na massa, ter uma experiência culinária e contactar com diversas texturas diferentes. Estas atividades culinárias estimulantes são de grande importância para o desenvolvimento dos sentidos, dado que as crianças vivem as experiências com o tacto, com o olfato, o gosto e a visão. Depois da receita pronta, o orgulho de ter Bolo Rei feito pelas suas próprias mãos foi motivo de grande satisfação para os mais pequenos. Neste dia também ouve “Desfile de Reis” na creche com o objetivo de envolver as crianças na comunidade educativa e dar a conhecer as tradições populares portuguesas.

No berçário, os bebés começaram o ano de forma muito estimulante. Numa idade em que a criança desenvolve de dia para dia os seus sentidos e competências primárias, as atividades musicais e de expressão plástica revestem-se de grande importância para o momento presente e para o desenvolvimento futuro. Na expressão plástica as crianças puderam, com a ajuda das educadoras, tomar contacto com tintas próprias e cartolinas, despertando os sentidos para as diferentes texturas e cores (o branco e o vermelho, neste caso). Já na sessão de música foram escutados novos timbres e ouvidas canções infantis com o objetivo de promover o contacto com diversos instrumentos musicais, neste caso com a guitarra clássica. Os momentos de brincadeira livre no berçário foram passados a explorar materiais com bolas coloridas e, acima de tudo, a promover a interação entre as crianças.

Nas salas das crianças de 1 ano as atividades de expressão plástica deram o mote no decorrer do mês de janeiro, com a pintura de balões com pincéis, atividade que foi acompanhada da música clássica de Mozart e Vivaldi para que a melodia permitisse um estímulo à criatividade. E a música também esteve presente de outras formas, nomeadamente numa sessão de “cozinha musical”, em que as crianças manipularam os utensílios de cozinha para descobrir sons metálicos e experimentar diferentes materiais. No fim relaxaram com música calma. Nas sessões de movimentos, estas crianças de 1 ano de idade tiveram oportunidade de contactar com os materiais do ginásio, contornaram obstáculos e fizeram exercícios para adquirir a noção de dentro/fora, cima/baixo.

 

Nas salas dos 2 anos as brincadeiras promoveram a interação dos mais pequenos com o meio que os rodeia e foi desenvolvida a criatividade e a imaginação com o brincar ao “faz-de-conta”, pela recriação de situações do quotidiano. As sessões de movimentos tiveram por fim desenvolver a motricidade fina, bem como a interiorização e reconhecimento de algumas cores. As cores também foram exploradas nas atividades de expressão plástica, bem como os trabalhos de rasgagem e colagem. A partir da decoração de um boneco de neve promoveu-se a exploração da cor branca e também foi possível interiorizar esta côr numa outra atividade com massa. Na sessão de música a canção “O balão do João” foi o mote para se falar dos sentimentos de tristeza e alegria, explicando-os de forma adequada à idade e ao desenvolvimento emocional das crianças.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

 
   
 
Subscrever RSS Email